Opinion Shakers Headline Animator

sábado, 13 de setembro de 2008

Sarah Palin admite declarar guerra à Rússia


Na sua primeira grande entrevista como candidata republicana à vice-presidência na corrida à Casa Branca, Sarah Palin não descartou a possibilidade de os Estados Unidos declararem guerra a Moscovo.

A entrevista da senadora do Alasca fica marcada pela sua posição sobre o conflito no Cáucaso. Sarah Palin defende que os aliados devem manter a Rússia debaixo de olho, considerando inaceitável que Moscovo tenha invadido um país menor.

Interrogada se esta maior atenção sobre o Kremlin significa que os norte-americanos podem declarar guerra à Rússia se o país voltar a interferir na Geórgia, a resposta da candidata a vice-presidente dos Estados Unidos foi muito clara: «Talvez sim».

Sarah Palin justificou depois que este é o tipo de atitude que se deve ter quando se trata dos aliados da NATO. «Se outro país for atacado, espera-se que peça ajuda», afirmou.

Desda forma podemos concluir que os Americanos ao votarem em MacCain e Palin estaram a votar em continuar com o que têm, mas, ainda pior pois prometem que serão a mudança e até é verdade pois enquanto o Bush declarou guerra aos paises do Médio Oriente, o MacCain e a Palin prometem declarar guerra à Rússia e ao Cáucaso...

Como pode alguém candidatar-se a presidente dos EUA e prometer guerras em vez de melhorias sociais, mais apoio à saúde, melhor economia, etc... etc...

Será esta a nova forma de convencer o eleitorado???

5 comentários:

Miguel disse...

Não sei porquê mas os Republicanos tem um gosto especial pela guerra ...!

BOM FDS!
Um Abraço da M&M & Cª!

Anônimo disse...

O Miguel tem toda a razão. os neocons são como os abutres e eles é que têm o poder!
Abraço.
João Martins

Ricardo Tomás disse...

É simples Miguel, o lobby da indústria de armamento e militar, tem um "relacionamento" desde à muito tempo,mais aprofundado e cúmplice com os Republicanos do que com os Democratas. Sendo esses senhores os maiores "sponsors" das candidaturas republicanas. Como diriam eles próprios: "War? it's a very good business!" Há material bélico que tem de ser escoado, senão não dá lucro.Tudo mais para eles é pura "bullshit".
Abraço

Isabela disse...

Olá Carlos Carmo! :-)
Muitooo obrigadaaa pela visita, pelo comentário e por me adicionarem como blog de interesse! É um honra! Muito obrigada!

E já agora alguém pode explicar a esta senhora deste post o conceito da Não Violência??!!! ;-)

Força e energia para o vosso blog!

João Pereira disse...

A mulher é bronca! Ainda há quem defenda que não se deve considerar os americanos "estúpidos" ao analisar a sua política! Pois nós é que não os entendemos.