Opinion Shakers Headline Animator

domingo, 7 de setembro de 2008

Os dez mandamentos do sexo ecológico

Desde economizar água e energia, até à madeira escolhida para a cama, a organização ambientalista Greenpeace dá uma lista de ideias para se ter uma "intimidade mais verde".

As preocupações ambientais devem estar sempre presentes, até mesmo nos momentos mais íntimos. Quem o diz é a secção mexicana da Greenpeace, que lançou no seu site uma lista de mandamentos sobre "regras verdes" para sexo mais ecológico.

Segundo a página, que foi lançada em Agosto, "cuidar da terra nunca foi tão erótico". Por isso mesmo, as dicas para uma vida sexual ecológica são para todos os gostos, desde o mais tradicional ao mais irreverente.

Os mais tímidos têm o mandamento ideal "para começar uma revolução energética na cama": desligar a luz. Se os amantes o fizerem antes de passarem ao acto estão a contribuir em muito para economizar energia. Já para os que gostam de juntar os prazeres da carne, com os prazeres da boca, o mandamento sobre alimentos afrodisíacos também pode ser sugestivo. A ONG aconselha os amantes a optarem por frutas orgânicas e livres de pesticidas, como cerejas e framboesas. Mariscos e ostras ficam fora da lista uma vez que "a pesca destes animais está a destruir os oceanos".

Do Banho aos Lubrificantes


A associação ambientalista lembra também que a madeira com que é feita a cama também deve ser levada em consideração, pelo que devem conter certificados ambientais que garantam processos de extracção sustentável. A Greenpeace diz ainda que o mesmo se aplica aos instrumentos sado-masoquistas.

"As grandes empresas petrolíferas estão a destruir o planeta. Não permita que se metam debaixo dos seus lençóis". É assim que começa o capítulo dedicado ao uso de lubrificantes íntimos, que aconselha produtos à base de água e nunca de petróleo, como é o caso da vaselina.

Economizar água também está entre as preocupações da ONG, que aconselha banhos a dois para evitar o desperdício. E para terminar os mandamentos do sexo ecológico, a Greenpeace relembra o lema dos anos sessenta: "Faça amor, não faça guerra".

3 comentários:

João Pereira disse...

Acho extraordinariamente bem! Há coisas que se devem ter em consideração! Da próxima vez antes de ter momentos intimos vou conferir de onde veio a cama! Se tal não poder ser feito, não há brincadeira para nonguém!

Ricardo Tomás disse...

Estes 10 mandamentos do sexo ecológico, são uma permissa que se for levada à regra, poderá levar à abstinência! Só os pré-requisitos que são necessários a ter em conta! É a «burocratização sexual». Já agora....

Abraço

João Pereira disse...

Actualmente em Portugal é mais fácil entrar na universidade do que fazer o amor!