Opinion Shakers Headline Animator

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Bancos portugueses - o saque diminuiu no primeiro semestre de 2008

Os 5 maiores rapaces, vulgo, bancos portugueses lucraram menos 625,2 milhões de Euros, devido à desvalorização de participações accionistas e ao aumento do crédito malparado, gerados pela crise financeira. Só mesmo o Santander, devido ao facto de estar integrado no espanhol Santander, é que não diminuiu os seus lucros.
1 - A CGD lucrou, "somente", 354,2 ME (-27,7% do que em igual período no ano passado)
2 - O BCP lucrou, "somente", 101,4 ME (-67,2% do que em igual período no ano passado)
3 - O BES lucrou, "somente", 264,1 ME (-28% do que em igual período no ano passado)
4 - O Santander T., "somente", lucrou 273 ME(+0,7% do que em igual período no ano passado)
5 - O BPI lucrou, "somente", 9,1 ME (-95% do que em igual período no ano passado)

Pois é! O saque neste primeiro semestre não foi tão rentável. Mesmo com a esmagadora maioria das empresas e cidadãos portugueses a passarem extremas dificuldades, estes "coitaditos!!" só conseguem lucrar num semestre até 3 centenas e meia de milhões de Euros.

Apetece-me dizer como o outro: "Vão mas é trabalhar ohhh!!!"

3 comentários:

Ricardo Tomás disse...

A seguir ao petróleo, não há nada como o negócio da especulação financeira!!

Helder Gomes disse...

O facto é que, como o "povão" ficou sem dinheiro nos bolsos, tanto a Banca como a Indústria Petrolífera já não conseguem chupar mais. Daí os lucros astronómicos da parte dos Bancos estarem a diminuir e as grandes gasolineiras terem parado com a especulação absurda do preço dos combustíveis e começarem, finalmente, a baixá-los.

Achilles Christiano disse...

Tanto o ultras sons e campos magneticos existem Zé Boleiro, podem ser demonstrados.
O que eu poderia acrescentar com um pouco de ironia é que existe uma possibilidade enorme disso ao qual chamamos de astrologia ser um grande engodo. Por outro lado é intrigante que duas pessoas diferentes e em lugares distantes, acreditem em astrologia ou em religião de maneira idêntica,é absolutamente premente que haja um centro diretor comum a ambas não tem como escapar é pura questão de lógica