Opinion Shakers Headline Animator

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Fátima e o Sol

O local "sagrado", mais conhecido por Fátima, é um centro de devoção para a comunidade Católica. A importância desse local "sagrado" foi únicamente sustentado pelas "visões" de Lúcia e com a conivência inicial dos seus primos Francisco e Jacinta, os quais por alguma razão desconhecida morreram. Realmente aparecem Virgens Marias em todo o lado, ainda esta manhã vi uma na minha torrada, porém o Vaticano por alguma razão especial decidiu dar crédito à de Fátima. Há umas semanas atrás houve um rumor na Índia de que a imagem da Nossa Senhora iria surgir no Sol, resultado - 50 pessoas sofreram lesões graves na retina. Mas isto foi só um pequeno aparte. Na versão oficial do Vaticano dizem-nos que o milagre do sol foi igualmente presenciado por cerca de 70.000 pessoas.

A 13 de Outubro de 1917 estavam mais de 70 000 pessoas reunidas na Cova da Iria, em Fátima, Portugal. Tinham vindo presenciar um milagre que tinha sido anunciado pela Virgem Maria a três jovens visionários: Lúcia dos Santos e os seus dois primos, Jacinta e Francisco Marto […] Pouco depois do meio-dia, a Nossa Senhora apareceu aos três visionários. Quando estava prestes a partir, apontou para o Sol. Lúcia repetiu o gesto, emocionada, e as pessoas olharam para o céu […] Depois, uma onda de terror varreu a multidão porque o Sol parecia romper-se dos céus e esmagar as pessoas horrorizadas […] Justamente quando parecia que a bola de fogo iria cair e destruí-los, o milagre parou e o Sol reassumiu o seu lugar normal, brilhando pacífico como nunca.


Pronto estou rendido aos factos, o número de testemunhas é mesmo impressionante!! Mas esperem aí!! Todos nós vivemos num sistema solar só com um único sol (mesmo aqueles que vivem com a cabeça na Lua), esse sol é o mesmo que nos ilumina todos os dias desde há vários milhões de anos. Em 1917 o Sol que andou para ali a rodopiar no Céu era o mesmo que aquecia e iluminava muitas outras centenas (ou milhares) de milhões de pessoas. Tinha de ser o mesmo!! Então porque é que só 70.000 pessoas o viram rodopiar!? Para os vários milhões de pessoas que eram iluminados pelo mesmo Sol, teve de ser criado um milagre ainda maior do que aquele que foi criado na Póvoa de Sta. Íria, ou seja, o milagre da ilusão do não movimento do Sol. Grande Virgem Maria Mãe de Deus, afinal criasteis 2 milagres em 1. Aguentem aí!! Mas o milagre maior foi o da Virgem ter andado a brincar com o Sol e mesmo assim ter conseguido com que o nosso sistema solar não se tivesse desintegrado. É obra!! Temos mulher!! Acrescente-se mais um milagre, ou seja, totalizamos assim com 3 milagres em 1.

Em 1917, a Virgem Maria ainda conseguia pousar nas copas das árvores e brincar com o Sol, mas desde essa altura tem tido muito pouca energia vejo-a sempre muito quieta embora esteja sempre de pé, as pessoas acenam-lhe e ela nem sequer retribui o aceno, para andar tem de ser sempre carregada em ombros, tem sempre a mesma expressão no rosto (muito bem conservado apesar de tudo) é o que dá quando já temos dois milénios de vida. Dêem a reforma à Santíssima Senhora e deixem-na descansar em paz! De preferência em dinheiro vivo, mas se for em géneros que sejam em ouro, muito ouro!!

7 comentários:

Anônimo disse...

Ainda falam de Hollywood?! A igreja Católica Apostólica Romana tem dos melhores produtores na área da ficção científica que já alguma vez existiu.

PQ disse...

Os milagres não se explicam. Não foi um milagre haver tantas alminhas na Alemanha a apoiar o Adolf ou na URSS a apoiar Stalin? Sol a rodopiar, lesões traumáticas ulcerativas por óleo a ferver, tudo se cura milagrosamente, só não se entende porque nasce tanta criança com malformações ou porque morrem outras tantas vitimas de fome ou de agressões selváticas. Oremos senhores.

Anônimo disse...

Fátima foi sempre um nogócio rentavel
para a Igreja, e conseguiram tapar o sol com a peneira

Mariz disse...

E não escrevo como católica porque não sou. Aliás sou ecuménica pois todas as doutrinas independentemente dos seus liders e culturas, dizem quase todas a mesma coisa. E seria bom que, certas pessoas, em vez de textos jocosos e desprovidos de senso,respeito, ética - no mínimo - soubesse, olhando de frente para si, que é um SER, feito á imagem e semelhança dum ÙNICO Criador - por isso, é pura ENERGIA! É portanto acima de tudo: uma alma! O corpo físico é apenas um veículo para se atingir patamares mais elevados de evolução! MAs realmente este tipo de Conhecimento, pouco deve interessar a quem escreve coisas destas! Ignora portanto que é um SER e depois sim,humano!
Maria, Mãe de Jesus, existiu, foi uma mulher maravilhosa e não inatingível até hoje! Ela é focada em todas as religiões, portanto todos A conhecem, embora as crendices a subestimem na fé, como noutras situações.

A pessoa que assim pensa, e por isso escreve, deve ser sombria, aceitando o que uma mente distorcida ou feita de imitações de outros inter paris dizem.
Se se ouvissem mais no seu silêncio....sentir-se-iam mais felizes - é óbvio que não sabem o que isso é. Porquê? Porque caso o fosse, JAMAIS escreveria assim, ou algo idêntico! Respeitar-se-ia primeiro e depois isso transparecia para o exterior - o que não acontece, conforme"documento" tropego em Conhecimento, e sentir que nos apresenta. A maledicência é tanta que lhes tolda o raciocínio e afoga o amor,já de si, inexistente. Ninguém de boa fé, julgaria o que quer que fosse ou alguém...- muito menos um SER que a maioria conhece, acredita e tem provas inexplicáveis de Tal Presença mesmo chamando-lhe de: Fátima, Aparições, Dores, Aflitos, Perpétuo Socorro e outros nomes até de locais onde outros testemunharam e muitos foram perseguidos e mortos! E é desta forma vil e infame e alguém se aproveita para descarregar o fel que o/a tolda.
Mas, como todos nós, somos Seres regidos por Leis Universais aguarda-se que essa Justiça e não as dos homens, ou sequer alguém como eu possa escrever, sentirão a Justiça Divina actuar.
Verão!

E como normalmente os documentos oficiais terminam: "é tudo o que me cumpre informar!"

MAriz

Mariz disse...

E ainda qunto a outros comentários:

Os cobardes são todos anónimos!!!

E assim vai o mundo daqueles que se dizem homens ou mulheres! - pequeninos!

Mariz

HG disse...

Caríssima e insigne Mariz,

Segundo as suas próprias palavras “Ninguém de boa fé, julgaria o que quer que fosse ou alguém…”.

Um dos ensimanentos da Bíblia diz "Não julgueis para não seres julgado". Não poderia estar mais de acordo com a minha cara amiga. Queira saber que reparei num comentário aí para cima, no qual havia alguém a fazer julgamentos do género:

1º julgamento - “A pessoa que assim pensa, e por isso escreve, deve ser sombria, aceitando o que uma mente distorcida ou feita de imitações de outros inter paris dizem.”

Comentário - Como é que é possível afirmar que eu serei uma pessoa sombria baseando-se unicamente no texto que escrevi? Se julgasse isso através dos meus gostos musicais e cinéfilos, aí sim faria sentido asseverar que eu sou uma pessoa sombria. O resto da frase ou era demasiado erudita para a minha compreensão ou era confusa demais.

2º julgamento“Se se ouvissem mais no seu silêncio....sentir-se-iam mais felizes - é óbvio que não sabem o que isso é. Porquê? Porque caso o fosse, JAMAIS escreveria assim, ou algo idêntico!"

Comentário - Linda poesia “…ouvissem mais no seu silêncio…”. De facto já tentei fazer isso, mas não ouvi nada, portanto senti-me feliz. No dia em que ouvir algo no meu silêncio começarei a ficar preocupado.

3º julgamento - "A maledicência é tanta que lhes tolda o raciocínio e afoga o amor,já de si, inexistente.”

Comentário - Esta frase coloca não só o problema de, mais uma vez, estar julgando a pessoa que escreve estas palavras, como coloca um outro problema, ou seja, o de estar falando de algo cujo significado desconhece completamente, estou-me a referir à palavra raciocínio. Quanto à palavra “amor” não me posso pronunciar, visto que não tenho o dom dessa pessoa, ou seja, o de julgar alguém tendo como base uma quantidade mínima de factos.


4º julgamento“E é desta forma vil e infame e alguém se aproveita para descarregar o fel que o/a tolda.”

Comentário - Que mau e infame que eu sou! Muito terei de aprender com quem materializou com tão maviosas palavras um comentário carregado de amor, pedagogia e sentimento de tolerância para com quem pensa de maneira diferente da sua.




Como se não bastassem os julgamentos a esta humilde pessoa, ainda consegui dividir a minha resposta em análises a: uma falácia, duas confusões, uma incorrecção e até numa maldição, vejamos.


Falácia“seria bom que, certas pessoas, em vez de textos jocosos e desprovidos de senso,respeito, ética - no mínimo - soubesse, olhando de frente para si, que é um SER, feito á imagem e semelhança dum ÙNICO Criador - por isso, é pura ENERGIA! É portanto acima de tudo: uma alma!”

Comentário - Estamos aqui perante uma falácia do género “post hoc, ergo propter hoc”. Quer-me parecer que aqui tentou construir um argumento, sustentando-se em premissas insuficientes para afirmar que é pura ENERGIA e acima de tudo uma alma. Para lhe ajudar eu gostaria que me explicasse o que é que entende por SER, porque é que tem de ser um ÚNICO Criador? Porque não mais do que um e porque não nenhum? E porque é que essas premissas lhe levam a garantir que é pura ENERGIA e acima de tudo uma alma?


Confusão 1 - “Maria, Mãe de Jesus, existiu, foi uma mulher maravilhosa e não inatingível até hoje!”


Comentário - Quer dizer que, no final de contas, Ela é atingível? Não compreendo!!

Confusão 2 - “(…) muito menos um SER que a maioria conhece, acredita e tem provas inexplicáveis de Tal Presença mesmo chamando-lhe de: Fátima, Aparições, Dores, Aflitos, Perpétuo Socorro (…)”

Comentário - Estar a afirmar que as pessoas têm provas inexplicáveis seria o mesmo que afirmar que eu tenho uma omeleta, mas não foi feita de ovos, ora se não foi feita de ovos é outra coisa qualquer menos uma omeleta. O mesmo se aplica às provas inexplicáveis, uma prova para ser isso mesmo tem de ser explicável.


Incorrecção - “Ela é focada em todas as religiões, portanto todos A conhecem (…)”

Comentário - É natural que, actualmente, todos a conheçam. Vivemos na Era da Informação. Toda a gente conhece a Susan Boyle que até há uns meses atrás era desconhecida. Porém, penso que o sentido do seu comentário tinha a ver com os relatos sobre ela nos Livros Sagrados de determinadas religiões. E quanto aos Vedas Hindus (1500 a.c., portanto anterior a Cristo), o Cânone Pali Budista ou os Shinten Xintoístas? Consegue encontrar lá alguma referência?


Maldição“Mas, como todos nós, somos Seres regidos por Leis Universais aguarda-se que essa Justiça e não as dos homens, ou sequer alguém como eu possa escrever, sentirão a Justiça Divina actuar.
Verão!”


Comentário - Esperemos que a Justiça Divina seja mais rápida do que a Justiça Portuguesa. Caso contrário nunca mais pagarei pelos meus pecados. Deveríamos era voltar a implantar a Santíssima Inquisição para que os infiéis, os incréus, os apóstatas e os blasfemos paguem, ainda neste mundo, com dor, agonia, sofrimento e até com a própria vida pela sua forma distorcida de pensar e de blasfemar, sentindo assim o amor divino de Deus pelas suas criaturas, mesmo por aquelas que ele deu a capacidade de PENSAR de maneira diferente.

Como diria o Eng.º Sousa Veloso: "senhores tele-espectadores despeço-me com amizade..."

rafael_monteiro68 disse...

Rafa para HG

E sem mais alongamentos nesta conversa,a pergunta é mesmo e porque UM só DEUS, porque não mais , e porque Deuses e Não Extra-terrestres, ou melhor será que nos é que somos (ETS) postos por antepassados para ocupar e evoluir este planeta mas a que finalidade.

Meus amigos como aqui chegamos não sei mas viemos de algum lado e se Deus ou ETS existem ou se os 2 são um só, a pergunta é:

Como tudo começou e o que fazemos nos aqui?

Agradeço tentativas de resposta a minha pergunta.